GH: Saiba porque ele é o grande anabolizante do momento

Antes de 1985 o (GH), hormônio do crescimento era obtido através de extratos de hipófise (glândula que secreta o GH) de cadáveres, principalmente para tratamento médico de nanismo. Depois disso o GH passou a ser manipulado geneticamente, mas seu custo ainda é bastante elevado. O GH tem sido usado junto com os anabolizantes esteróides a fim de maximizar seus efeitos. Outros atletas preferem usar somente o GH pois é difícil diferenciar no antidoping o GH sintético daquele produzido no próprio corpo.

Os principais efeitos do GH são:

• Aumento da massa isenta de gordura,

• Aumento da água corporal total,

• Estimulação da síntese protéica e de ácidos nucléicos nos músculos esqueléticos,

• Diminuição da massa gorda total, devido aumento da lipólise,

• Melhora a recuperação após lesões músculo-esqueléticas,

Algumas pessoas usam determinados suplementos de aminoácidos para induzir o corpo a produzir mais GH, mas isso não é comprovado ainda.

O uso de GH também provoca:

• Acromegalia (alargamento das extremidades ósseas),

• Espessamento da pele e crescimento de tecido mole,

• Aumento de órgão internos,

• Fraqueza muscular e articular,

• Cardiopatia (com freqüência),

A cardiomiopatia é a causa mais comum de morte por uso de GH. Também pode ocorrer intolerância a glicose, o diabetes e hipertensão arterial. Antes de fazer uso de qualquer hormônio é necessário um acompanhamento médico e exames laboratoriais criteriosos. Na dúvida nunca utilize, treine duro e respeite seus limites.

Referencias bibliográficas:
Dobgenski, V.; 2008